25 de jul de 2009

Aula de Boas (bandas) Maneiras








Polara é uma banda que esse ano completa exatamente um decênio de existência e que já teve/têm em sua formação (ex)integrantes do Planet Hemp e Elma, além dos maravilhosos Againe e Hurtmold. Praticamente desconhecidos da grande mídia, eles formam uma das bandas brasileiras mais "true" de todos os tempos.

Ser "true" é compor músicas de um minuto e meio, com letras que retratam um cotidiano adolescente vivenciado por quem tem quase, ou mais de, trinta anos, com estrofes toscamente poéticas sobre cafés, cigarros, rabos de cavalo, buatchys, outdoors e todas essas coisas que compõem a maravilhosa vivência urbana que praticamente inexiste em Maringá. Ser "true" significa gravar suas músicas e vídeos no legítimo espírito "Do it Yourself", ou seja, estar pouco se fodendo para a grande mídia e para a indústria fonográfica -- mais por opção do que por falta de recursos. Ser "true" também é tocar Nada Surf no "air guitar" de joelhos com seu migo como se realmente fizesse parte da banda; e muito, mas muito, mais importante: para ser "true" é preciso ter paixão pelas camisas xadrezes ("as palavras terminadas em 'ez' formam o plural com o acréscimo de 'es', caso de xadrez - xadrezes") bem antes de abrir a loja Ruah (que está fechando) em Maringá.

Polara é "true". T.Recs é "true". Guardião Universal é "true". Ana Guadalupe é "true". Mandaguaçu não é "true".



4 comentários: