20 de jan de 2010

Não sei se posso



Não sei mesmo. Para se usar o termo "T.Recs" já é preciso autorização ou até mesmo permissão dos Srs. do Engenho. Então para se criar uma postagem, nem falo nada, já que cada postagem passa por uma seleção com critérios acima dos comuns, como se vê em programas dominicais. Pensando em toda essa burocracia, fica muito foda de conseguir achar algo novo e que agrade a todos. Nesse medo, acabei achando algo grandioso (por minha parte) e que, acho eu, agradará até os mais desagrados. "Raridades" provindas do Interpol? Como o Tobogã mencionou em um de seus posts e á partir disso, venho a chupinhar sua frase: Não ouvi nenhuma música deste álbum que segue o link abaixo, mas creio eu, vindo do Brooklyn, nada é ruim.

3 comentários:

menino de rua disse...

Cara, ainda posso te considerar meu migo? ;)

menino de rua disse...

Parafraseando oa grandioso Araketu: "Você tem carta branca nesse meu coração. Amo vocêee!".

jovem disse...

pow, bruniniho man oeonao podeia, mas agoraore deixa neh ncucsao