27 de fev de 2010

Amapôzinha.


Em determinado momento da minha vida, há uns três, quatro, anos atrás, fiquei viciado em ouvir música de mulherzinha, em todos os sentidos. Em primeiro lugar, porque passei a escutar quase que exclusivamente essas cantoras-minas, tipo Lilly Allen, Regina Spektor, Feist, Adele, Duffy; além disso, essas preferências, na época, colocaram minha sexualidade em xeque diante da grande massa, cega, norte-paranaense, muito apegada às tradições medievais.

Nessa última semana, meio fraca pros downloads, achei cousas novas de algumas das mulherzinhas que eu ouvia muito, e isso me colocou em dúvida: ou essas minas avacalharam de vez, ou meu gosto musical ficou mais apurado. Tudo me leva a crer na primeira opção. O último single da Kate Nash, de quem eu tanto gostava, repete a mesma frase e os barulinhos irritantes por mais de três minutos, e a música nova das Pipettes me fez rachar os bicos, de tão ridícula. Mas pra não falar que a semana foi totalmente perdida, vazou mais um belo som do She & Him, que só aumentou as expectativas para o novo álbum.

Sei lá, mas toda vez que escrevo aqui, independentemente do assunto, um nome me vem à mente: Joleno.






6 comentários:

Jr. disse...

mais uma sugestão de música de mulherzinha: reverie sound revue

Raphael Pereira disse...

Eu vou tocar a música das Pipettes no próximo Filé com Fritas!!
Duvida??

crz disse...

how cute ^^

X KLEBER TATTOO X disse...

eu nunca tive duvida sobre sua sexualidade, sempre soube que vc é gay...

オテモヤン disse...

オナニー
逆援助
SEX
フェラチオ
ソープ
逆援助
出張ホスト
手コキ
おっぱい
フェラチオ
中出し
セックス
デリヘル
包茎
逆援
性欲

menino de rua disse...

É craro que não!