8 de fev de 2010

Tâmm/~ träblh~~am


Após uns dois meses de férias e viagens por esse Brasil Mulambo, hoje as aulas finalmente voltaram e o ciclo maldito recomeçou: cigarro(x02)-café-cigarro-fichamento-cigarro(x09)-café-aula-cigarro(x07). De novo, täm trAbälhan~~d.

Mas espero que eu tenha disciplina, vontade e coragem pra continuar postando bastantes cousas por aqui. Talvez os brilhantes e complexos textos sejam mais curtos ou role mais daquelas incríveis interrogaçõezinhas. Provavelmente, pela falta de tempo, os álbuns serão muito obsoletos e quando postados já serão démodé, deselegantes, feios, chulos, cafonas, cretinos. Cretinos, Cafonas.

Esse aqui em baixo, do Two Door Cinema Club, é uma exceção: será lançado em março, caiu na net há uma semana e -- não por isso -- ainda não sofre dessa peste maligna, mal da (pós) modernidade líquida, que é a obsolescência precoce. Depois das justas expectivas criadas em torno do single "Four Words To Stand On", do ano passado, e de dois tilingues seguidos nesse blog, finalmente algo bom; e mais: algo bom do começo ao fim, que foi coisa raríssima nos milhares de álbuns lançados no primeiro equinócio do ano. Essas paradas de solstícios e equinócios, palavras esquisitas, que me ocorrem de tempos em tempos e sucitam rituais nos quais surgem vampiros e todos esses monstros cabreiros, são períodos férteis para a mente de satanistas, como os dessa banda.

Na real, tá calor pra caraleo e eu tô escrevendo coisas sem sentido. Minha pressão diminui; minha mão tá suando; a vista, embaçada. E eu vejo uma luz. E posso ver por baixo da terra, tipo um raio-x cabreiríssimo. E vejo o Aquífero Guarani e uns peixes meio coloridos, com cara de gente: são os brothers. Acho que vou desmai...



ZYGMUNT BAUMAN - AMOR LÍQUIDO: SOBRE A FRAGILIDADE DOS LAÇOS HUMANOS (2003) (EM ESPAÑOL)

U~m pouq d/agüa por fav..

Era o que eu temia: uma luz forte, um túnel, se aproxima. E vejo a silhueta de Jöleno, aquele satanista.

2 comentários:

Michel disse...

Daí mandou muito! Fodapracaralheobrow!



;)

menino de rua disse...

Só agora vi que nesse link do Bauman só tem a introdução do livro. Mas logo procuro a obra toda e conserto, ok?

Satanistas...