13 de abr de 2010

Roma

O amor é um filho da puta. A saudade é uma filha da puta. Sensação de vazio é uma filha da puta. Oscar wilde um dia falou: "A consciência de amar e ser amado traz um conforto e riqueza à vida que nada mais consegue trazer" e isso faz dele um filho da puta. Esta mesma consciência que o escritor de "Dorian Gray" citou, é aquela que faz com que a gente sofra. A mesma que faz com que haja uma esperança, que passados alguns segundos, vai embora. Ah, o amor! Sempre sobram boas recordacões, sobram aqueles momentos de reflexão (pensamento inútil, quero dizer), pois tudo parece ter sido em vão. Nunca é. Pra mim está sendo, mas daqui a alguns minutos, não será mais. Eu ainda amo com furor, com vontade, e creio eu, nunca acabará. Bem amor verdadeiro, bem consciente, bem no estilo "apreço-apego". Bem fácil, como dizer: EU TE AMO!

isso não vale só para mim





######


The Beatles - Don't Let Me Down by cherrybomb


Boston - More Than A Feeling by rebobine


Elvis Presley - You Were Always On My Mind by MyBackgroundMusic

Nenhum comentário: