29 de mai de 2010

Formol


Quando uma grande banda interrompe um hiato de mais de cinco anos, é natural que seu fãs, e especialmente os adolescentes, esperem por um retorno espetacular e supreendente. No caso do Tineijão, foi exatamente isso que aconteceu: parece que os caras se conservaram no "formol do rock" e a surpresa está no fato de a sonoridade ter permanecido impecavelmente a mesma de sempre. Por isso, Shadows não fica assim tão abaixo daqueles crássicos da década de 90, como "Bandwagonesque" (1991), "Thirteen" (1993), "Grand Prix" (1995) ou "Songs From Northern Britain" (1997). Apesar de umas baladinhas meio "sem sal" em meio ao álbum, faixas como "Sometimes I Don't Need to Believe in Anything", "Baby Lee", "Shock and Awe" e, especialmente, a fodona "When I Still Have a Tree" podem perfeitamente figurar em uma listinha dos melhores sons da banda.

Nenhum comentário: