15 de mai de 2010

Lévi-Stress


Após uma semana marcada por uma crise de stress, que me levou ao hospital na última sexta-feira, fui aconselhado a diminuir o volume de trabalho: täm trablhãn~~d demais! Como isso é impossível, já que tenho que comer e, sobretudo, alimentar meus vícios -- maços e maços de Marlboro; álbum da copa; Ades; artigos esportivos do Tricolor, que eu quase não uso; documentários na TV a cabo sobre a vida animal, mega-construções ou tretas cabulosas naquelas prisões americanas, mais limpas que minha casa, e todas essas superficialidades -- resolvi cortar parte da carga horária na internet, já que os computadores estão entre os aparatos da pós-modernidade que mais me estressam.

Um pouco recuperado disso tudo, esses dias resolvi dar uma geral no que "perdi" durante o, curto, período afastado da nétchy e, finalmente, achei o novo álbum do The Morning Benders, "Big Echo", que eu tanto procurava. Na real, há algumas semanas fui seduzido pela belíssima "Cold War (Nice Clean Fight)" -- o quarto som do CD -- postada em um desses blogs indie-hype que eu tanto gosto: desde então, vasculhei por esse disco como um lóqui. Como tem acontecido muito ultimamente, após ouvir o "conjunto da obra", percebi que os caras são supervalorizados e que aquela postagem que me apresentou essa bela música foi mais uma popraganda enganosa acerca de uma banda que não tem nada de especial, apesar de muito comentada por aí.

Ouça aqui em baixo o tilingue que despertou minha curiosidade sobre os Morning Benders e veja se você também não correria atrás desse álbum após ouvir um som "indie-true-pra-caraleo" como esse.


The Morning Benders - Cold War (Nice Clean Fight) by cafe_magro


Nenhum comentário: