26 de ago de 2010

Máxima


Uma das assertivas mais bem fundamentadas dessa nossa existência, sempre em busca de louca diversão, é a de que "Rótulos são legais e pessoas ACLÉTICAS são idiotas". E por esse fundamento, tão caro à humanidadezinha, que o primeiro álbum do Beast Coast se torna de tão difícil classificação: é um disco que apresenta umas porradas, com pegada punk, ao mesmo tempo em que é retrô, com a sonoridade dos "girl groups" sessentistas -- mas às vezes também soa como as bandas alternativas dos anos 90, lembrando um pouco a boa fase do Hole. Por isso, "Crazy For You" é ACLÉTICO, mas ainda assim legal pra caraleo.

Isso colocaria em xeque a máxima que, desde os gregos, tem orientado a humanidade, se não fosse por uma rotulação genial que vi em um blog esses dias: Bethany Consentino, vocalista da dupla, é uma espécie de Zooey Deschanel maloqueira. Vida longa aos rótulos, morte às pessoas que curtem Led Zeppelin, Caetano Veloso, Nirvana e Mazzy Star ao mesmo tempo!


Um comentário:

Anônimo disse...

http://thepiratebay.org/torrent/5687644/Best_Coast_-_Crazy_For_You_320k_(2010)