5 de jan de 2011

Puma zo>


já faz algum tempo que meu amiguinho menino de rua cogitou a ideia de iniciar uma sessão clássicos aqui no blog. também já faz um bom tempo que Bulla 90, o místico, nos salvou injetando vários gigas de sua monstruosa coleção de mp3zis direto nas veias da saudosa Café Magro HardDrives & Networks®. eu andava tão mal que até pensei, com muito carinho, em dar mais atenção às bandas nacionais. não rolou. acho que dá pra contar nas bolas do meu saco quantas me agradaram. inventei de ouvir, por exemplo, uma tal de garotas suecas. resultado: os caras (!) me deixaram com vontade de mudar pra suécia e torcer pra nunca mais ouvir falar deles. e os single parentes? simplesmente envergonham a classe auditivada.

sem enrolações (e também matando a saudade de publicar alguma coisa neste espaço dominado por antropofagias e duplo sentido), seus arrombados, ouçam Polvo - a onda do momento. a única coisa que tenho a dizer sobre eles é que a capa desse disco aí, na verdade, é um apanhado histórico das primeiras tattoos iluminadas por correntes elétricas durante atos de satanismo em skate parks maringaenses.