9 de fev de 2011

Primo.


O último trabalho de Thurston Moore faz parte de uma série de gravações acústicas em homenagem ao guitarrista/violonista Jack Rose -- sabe quem é? nem eu --, que bateu as botas em 2009. Como se espera de um lançamento de qualquer membro do Sonic Youth, o álbum é composto por um monte de (anti)músicas barulhentas, insuportáveis e satanistas. Trata-se de algo como liberar um violão pro seu priminho, de uns 08 anos, desses com nomes tipo "João Mateus", que sofrem de déficit de atenção e hiperatividade, mantendo um gravador ligado por cerca de 40 minutos. Na real, nem compensa baixar esse "disco", que só foi postado mesmo pelo registro. Saca só, que merda.




Nenhum comentário: