17 de mai de 2011

Sonho.


Esse novo álbum acústico do satanista Thurston Moore é realmente uma "pira", dessas que todo mundo tem desde pequeno -- como criar um cachorrinho, plantar 50.000 pés de maconha ou emprestar o violão pro priminho João Mateus e deixar o gravador ligado por uns 40 minutos. Ontem mesmo, ouvi esse disco inteiro no talo, deitado na cama e tive sonhos loucos: em um deles, eu vivia em mundo frio e, mesmo assim, as minas não usavam botas por cima da calça; ali também não existiam livros de auto-ajuda, nem CDs de MPB. Todos os caminho levavam as pessoas -- que, na verdade, eram desenhos animados -- ao encontro de Satã, o grão-mestre das streets. Todos pira.



Nenhum comentário: